terça-feira, 29 de julho de 2014

A Perua Maverick

Recentemente no Encontro de Águas de Lindóia, tivemos a grande surpresa de ver uma perua Maverick exposta e então como um vírus que se espalha pela corrente sanguinea, fotos e mais fotos da perua Maverick começaram a aparecer pela internet, principalmente nas redes sociais.
Confiram então mais informações da grande perua Maverick. Vamos começar pela que estava no encontro de Águas de Lindóia.










Eu já havia comentado:

"Ahhh a perua Maverick!
A primeira que vi foi em Araras em 2011 ou 2012.. não tenho certeza.
Como podem notar, ela estava num lugar fechado, estava complicado pra tirar as fotos....
Quero falar aqui sobre essa ficha técnica.
Não entendi a questão sobre ser um projeto de 73/74 e nem por ser um motor 6 cilindros.
O ano do carro é 76, mas pela informação que tenho sobre a perua, nem tudo bate. Vejam as revistas Quatro Rodas edição 213 e edição 216 de 1978 sobre a perua. Diz que era pra ter sido apresentada no salão do automóvel de 76 e estava disponível somente com os motores 4 e 8 cilindros."

Não conheci o dono desta perua, gostaria muito de ter conversado com ele...

Mas o que mais temos como fatos?

Quatro Rodas 10.76
Eis a primeira edição que fala sobre a perua. Na verdade, só encontrei informações na revista Quatro Rodas.
Então vemos que esse era um projeto da concessionaria Souza Ramos em conjunto com a Sulamericana de Carrocerias, contanto ainda com o apoio do Departamento de Estilo da Ford.
A Souza Ramos estava realmente interessada em levar o projeto a frente, pois mesmo se a Sulamericana não pudesse transformar a carroceria, a própria SR faria.

A perua era feita tendo como base um Maverick 4 portas. Esse exemplar da foto foi a primeira perua e podemos ver que usaram um Maverick modelo Super Luxo.

A revista é de outubro e lemos que o projeto esta sendo realizado há 3 meses, logo teve inicio em Junho de 1976. Podemos ver pela grade que é da 1ª fase.

Em nenhum momento vemos que o motor de 6 cilindros poderia fazer parte do conjunto.

O Salão do Automóvel acontece de 2 em 2 anos e esse seria o 3º ano que o Maverick apareceria. Será que a perua estará mesmo presente? Vejamos


Quatro Rodas 4.78
Saltamos para 1978 e a perua já está rodando.


Quatro Rodas 4.78
"O motor pode ser escolhido entre o de quatro e o de oito cilindros..."

A revista disse que a Souza Ramos disponibilizou o seu primeiro modelo para os testes. Podemos concluir que é a mesma perua da revista de 1976? É provável, mas eram 4 protótipos que estavam sendo construídos. Vários detalhes mostram que não se trata do mesmo carro.

Aqui vemos que realmente a perua não participou o Salão do Automóvel de 1976. Interessante que a Ford aprovou o projeto, mas não podemos aceitar a perua como um modelo de fabrica, ele era feito e estava na responsabilidade da Souza Ramos.

Ponto importante. Você podia levar seu Maverick usado e a Souza Ramos transformaria pra você. Não sabemos a partir de quando ou quantas peruas foram feitas dessa forma e talvez nunca venhamos a saber....

A revista ainda fala da série de diferenças e alterações da perua em relação ao sedan.


Quatro Rodas 7.78
Apenas 3 meses depois aí está a peruona novamente!
Será que mudou alguma coisa? Na verdade a primeira matéria era "Impressões ao Dirigir", agora é o Teste pra valer, vamos ver se a Quatro Rodas vai achar algum defeito nela, assim como ela sempre fez com os testes do Maverick.

Quatro Rodas 7.78
A questão do peso é um mistério. Falaram que aumentou 50kg e agora já passou para 72kg... o total da perua é 1400kg? tá bom...
Ela tinha o maior espaço interno das peruas no Brasil.

Ao mesmo tempo que a revista elogia, dá um puxão de orelha rsrsrs


Quatro Rodas 7.78

E aí estão os números.

Beleza!

Dizem várias coisas a respeito da perua. Alguns falam que foram produzidas 100 outros que foram 216, e que na verdade não tem como saber quantas foram. Eu não me preocupo com esses números.
Dizem também que restaram apenas 12 rodando. Abre o google aí, quantas peruas você vê? Não deu 12? Não? Então agora considere o tanto de gente que tem Maverick e não colocou foto na internet. É, acredito e tenho certeza que 12 é um número bem pequeno.

Lembrei que em Líndóia conversei com uma pessoa que tem 2. Cadê você! Manda um alô.
Acho um carro muito bonito, espero que com o tempo mais e mais peruas apareçam. Só espero que ninguém comece a transformar os sedans em peruas rsrsr

Não acho que seria mesmo uma boa opção para Ford colocar essa perua em sua linha de produção.
Devemos lembrar que a partir de 76 o Maverick já começou pegar fama de ter um design antigo e ultrapassado, além de ser beberrão. A Ford sabia disso, tanto é que lançou a segunda fase. Também temos que levar em consideração que nos EUA o Maverick só viveu até 1977. Portanto, a perua era um bom carro, mas para o momento errado do mercado Brasileiro, assim como foi a história do próprio Maverick


Bom, a perua Maverick está em algumas categorias como: Maverick fora de série, Esquecidos, Feios, Mitos, Relíquias... Cada um classifica como quer, eu prefiro a opção Maverick fora de série. O que acontece e não me deixa muito feliz é que algumas pessoas que juram amar o Maverick na verdade só gostam de "partes" do Maverick. São aqueles que viram a cara para o 4 portas, para o 6 cilindros, para o 4 cilindros, para a perua.... são aqueles que dizem "Maverick é V8". Poxa, o motor V8 foi o que menos equipou os Maverick fabricados, será que os outros são tão ruins? Não mereciam estar no Maverick? Aqui mesmo no blog tem vários testes que o Maverick passou e o V8 só participava das corridas,  que é bom, mas vejo que o Maverick 4 e 6 cilindros deram a fama de um carro forte e resistente e o Maverick V8 deu a fama de carro veloz, de corrida.

Não dá pra separar:

Maverick é Maverick independente do motor, do modelo, dos opcionais, independente do dono.

E outra, nós temos que respeitar os donos que transformam os Maverick de acordo com seu gosto. Depois que o cara pagou, ele tem o direito de fazer o que quiser com o carro, mesmo que só ele goste.

Longe de mim chamar atenção do pessoal rsrsr, mas esse tipo de coisa me irrita.

O registro da Perua Maverick no blog está feito. Deixe seu comentário!
Ford Abraço!

ATUALIZAÇÃO


Como eu estava ansioso por essa atualização! Tenho que admitir que essa pesquisa foi somente baseada nas revistas Quatro Rodas. Eu ainda não tinha pesquisado nos jornais sobre a perua nos anos de 77 pra frente, mas dessa vez tenho alguns resultados interessantes.
Antes de começar, eu tinha falado sobre uma pessoa que conheci em Lindóia conversando sobre as peruas. Pois bem, essa pessoa é o meu amigo Ricardo, um apaixonado por Maverick e viciado em literatura de época. O Ricardo tem uma influência gigantesca nessa pesquisa, logo mostro porquê.


Bom, vamos ver o que encontrei nos jornais:

Diário do Paraná 27.5.78
Vejam que informações interessantes!
Primeiro por ser em um jornal, pois até agora o que eu conhecia sobre a perua Maverick vinha da revista Quatro Rodas. Depois de descrever a perua, lemos que a Souza Ramos atendia "em média 5 pedidos mensais".

Vamos usar o SE. SE a Souza Ramos começou mesmo em 1976 e SE usarmos esses 2 anos, ou 24 meses como base da produção da perua Maverick, chegaremos ao número de 120 peruas prontas até então, mas isso é apenas uma especulação.

Eduardo Souza Ramos ,além de responsável pela concessionária que leva seu nome, era também Iatista. É muito interessante os resultados que as pesquisas nos dão.



Ótimo, mas seria bom encontrar uma foto da perua Maverick no jornal, não é mesmo? Com certeza. Eu encontrei registro de coisas que nem imaginava existir, como o caso da réplica do Maverick Stallion feita no Brasil pela concessionária Caltabiano e a partir de então passei a acreditar com ainda mais forças que era só procurar melhor que as informações apareceriam. Bom, aí está:




Folha de S. Paulo 31.5.78
Legal né?!

Eu acho que essa perua é a mesma branca que a Quatro Rodas apresentou, mas não tenho certeza. As fotos de jornal não possuem uma qualidade suficiente para analisar os detalhes, mas todo e qualquer registro é válido e aceitável. Nesse caso, esse recorte de jornal passou a ser um dos mais importantes dos que encontrei sobre o Maverick.

Diário de Pernambuco 26.11.78

Abaixo do subtítulo "As Novidades" lemos que o Salão do Automóvel de 1978 traria como novidade a perua Maverick e outros fora de série. Infelizmente, até o momento pelo menos, não consegui confirmar se a perua esteve mesmo nesse Salão do Automóvel, mas acredito que não.


Vamos fazer uma recapitulação básica de apenas uma pergunta:

Quem fabricava a perua Maverick?

Fácil, a concessionária Souza Ramos.


Essa resposta está parcialmente correta. Vou explicar. Lembram do meu amigo Ricardo? O Ricardo trouxe para o nosso Blog mais um furo de reportagem exclusivo. É Ricardo, você já é nosso repórter investigativo oficial :)

Pra quem não viu, o livro Lançamento Maverick 1972/73 Imprensa Rádio Televisão também foi contribuição do amigo Ricardo.



Beleza Juninho, explica então essa história de que não era apenas a Souza Ramos que fabricava as peruas Maverick.



O Ricardo enviou as fotos da revista Auto Esporte de julho de 1978. Vejam:


Auto Esporte 7.78


Parece um comparativo entre a perua Maverick e a Caravan, mas perceba que está escrito: "...peruaS Maverick..." Peruas, no plural, indica mais de uma. Vejamos a matéria:


Auto Esporte 7.78


"Nesta edição, apresentamos uma análise comparativa entre a perua Maverick Sonnervig (recebida com exclusividade por Auto Esporte), a perua Maverick Souza Ramos e uma Caravan da GM."

Isso mesmo! A concessionária Sonnervig também fabricava a perua Maverick e talvez você já até ouviu falar isso, mas está pronto agora pra saber detalhes e mais fotos? A Caravan branca, passará em branco depois dessa :)

Auto Esporte 7.78

Espera aí, tenha em mente que é um comparativo entre 3 carros. A perua Maverick da Souza Ramos não aparece por inteiro, mas podemos ver na foto o adesivo no vidro traseiro que a identifica. Correto?


Auto Esporte 7.78
Falando em adesivo, vejam que legal o adesivo do Maverick Stallion na perua da Sonnervig!


Auto Esporte 7.78

Como vimos, independente de ser Souza Ramos ou Sonnervig, a perua Maverick era feita por meio da Sul-Americana, empresa que fabricava carrocerias para veículos especiais. O que realmente difere uma da outra é o acabamento.

Esse comparativo reforça as informações que já tínhamos e acrescenta a fantástica informação de outra concessionária produzindo a perua Maverick.

A Auto Esporte recebeu com exclusividade a perua da Sonnervig e provavelmente por isso, tenha falando bastante dela. No final do comparativo, parece que a Caravan nem existe e olha que a Souza Ramos e a Sonnervig eram concorrentes. Esse teste foi mesmo especial e ficou "perdido" no tempo e nas casas das pessoas, pois não vemos nem a revista, muito menos as informações contidas nela pela internet ou nas conversas com os antigomobilistas.

E assim encerra-se o plantão do repórter investigativo Ricardo. Mais uma vez obrigado por enviar material relevante e raro para nós.

Mas não acaba por aqui.


O Estado de S. Paulo 27.6.82


Essa matéria fala sobre os carros fora de série e todo o planejamento que deve-se ter para não dar um tiro no escuro. Sobre o que lemos da perua Maverick, podemos chegar a conclusão que foi a primeira transformação que a Souza Ramos fazia. Uma pena o Maverick ter saído de linha.. em todos os aspectos.


É muito bom saber que elas sobreviveram. Sempre aparece alguma a venda.

O Estado de S. Paulo 7.9.2003

E é bom saber que elas estão sendo restauradas e devolvidas às ruas.


Conheço o dono dessa perua e estou muito feliz em saber que falta pouco para ela voltar aos seus dias de glória.



Agora é só.... pelo menos por enquanto :)

Ford abraço.


FORD MAVERICK NA HISTÓRIA
A História do Maverick contada como você nunca viu! 

Estamos na rede TSU, venha ver!
tsu.co/MaverickNaHistoria

Curta a página e confira nosso conteúdo exclusivo para o Facebook:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube:
www.youtube.com/user/mvk8/videos


E-mail para contato:
juninho8fonseca@gmail.com

Obrigado pela visita!

No Facebook


Conheça os Relocímetros, uma linha de relógios especiais para quem curte carros. De parede, de pulso e de mesa. Acesse www.autosbizus.com.br .