quinta-feira, 12 de novembro de 2015

I FBVA Classics 2015

Mais um encontro de carros antigos... Mais um? Não! Esse encontro foi totalmente diferente e especial. Exatamente, o I FBVA Classics foi o primeiro evento organizado pela FBVA - Federação Brasileira de Veículos Antigos, que convidou seus clubes associados, ou mais conhecidamente, "federados" para participar da exposição dos carros. O local escolhido foi o estacionamento da ALESP - Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, um espaço amplo e bem estruturado para receber eventos como esse.




O que aguardar de um encontro de carros antigos organizado pela FBVA com o apoio da ALESP? Somente coisas boas!


  • A qualidade dos carros expostos;
  • A organização do evento, desde a inscrição até o momento em que você vai embora;
  • A intenção da ALESP tornar-se um lugar ainda mais público e receber exposições e eventos voltados a cultura;




Enfim, são vários os pontos positivos. Algumas pessoas questionaram o fato de que somente membros de clubes "federados" pudessem expor os carros. Alguns acham que FBVA é placa preta e sem placa preta a FBVA não aceita... foram várias opiniões que li sobre isso.
A realidade é A FBVA fez um evento e coloca as regras que ela quiser e outra, a FBVA é amiga de todos os interessados por antigomobilismo e não deve ser tratada como uma entidade que busca os próprios interesses. Já pude ouvir vários discursos do Presidente da FBVA, Roberto Suga e são todos coerentes, sempre defendendo os carros antigos por meio de leis e normas que mantém o mundo do antigomobilismo rodando.

O carro antigo sem a FBVA seria como um motorista sem CNH, um médico sem CRM, um carro sem documento, uma pessoa sem RG.. e assim por diante, mas eu não preciso defender a FBVA nem convencer ninguém a gostar dela.

Deêm uma olhada nesse vídeo:





São Paulo é assim mesmo. Quando cheguei com meus amigos, estava chovendo, aí parou, depois começou a ficar abafado até que o sol saiu e queimou todo mundo :) No momento do vídeo a chuva tinha passado e o pessoal ainda estava chegando.


Segue algumas fotos:




O Maverick, assim como todos os presentes, estavam muito bem protegidos. Obrigado mais uma vez pela foto pessoal!

Esse encontro me marcou por alguns motivos e um deles foi ter reencontrado o primeiro Maverick que dirigi. Ouvi o ronco do motor e reconheci instantaneamente que se tratava do "meu" Maverick, mas como não sabia se o dono estaria presente, precisei confirmar pela placa. Era ele... nossa fiquei emocionado. Eu estive presente quando meu amigo vendeu o carro. Naquele momento eu pensei: Pronto, perdi de vez o carro que eu nunca tive. Por isso fiquei muito feliz de revê-lo tão bem conservado.
















Enfim, tinha muito carro bom e interessante:






















ALESP... FBVA... Teve discurso. O presidente da FBVA, Roberto Suga cobrou da Assembléia, representada por seu presidente Fernando Capez, que os caminhões com placa preta sejam liberados para transitar no centro de São Paulo, que as pessoas possam escolher o numeral da placa ao emplacar um carro novo, ou ao atualizar a placa amarela de seus veículos antigos, pediu também que os veículos de placa preta não paguem mais licenciamento, entre outras coisas. De bate e pronto Fernando Capez já agendou uma reunião para atender a esses pedidos.








Eu estava tranquilo conversando sobre Maverick com os amigos Toninho e Edison Guerra quando vejo esta cena:



Eles estavam indo em direção aos Maverick e como o amigo José Roberto, que chamamos de japonês (não sei porque, mas é hilário) é o dono do Maverick GT branco que eu havia dirigido, abriu o seu (meu) Maverick para o pessoal que estava chegando.

Vejam:




Enquanto o pessoal se divertia e babava no Maverick, eu estava com ciúmes do carro :) Foi engraçado pra mim... na verdade foi mais emocionante né.

O Japonês é uma figura! Obrigado meu amigo! Continua cuidado bem do seu (meu) Maverick :)


Vocês viram quanta câmera e quanta gente em volta? Esse Maverick aparecerá em muitos lugares ainda.



Estava tudo Maravilhoso no evento.




A FBVA ainda oficializou por meio de uma cerimônia a filiação de 3 novos membros:O Ford Maverick Clube do Brasil, o AB Karth e o Opala Clube do ABC.






Foi uma honra poder estar na presença do primeiro piloto profissional do Brasil, o piloto que venceu as 25 Horas de Interlagos com o Maverick em sua corrida de estréia no país. O Bird Clemente é uma pessoa maravilhosa e nos tratou muito bem. Muito obrigado novamente Bird.


O Ford Maverick Clube do Brasil escreverá sobre sua filiação em breve. Vale ressaltar que após 42 anos de fabricação e 36 anos sendo considerado um carro antigo colecionável, enfim o Ford Maverick tem um clube protegido pela FBVA para defender o espaço desse maravilhoso veículo na história.


Não dá pra escrever tudo e mostrar todas as fotos, mas acredito que você aí tenha conseguido ao menos imaginar como foi. Espero que aconteçam mais encontros como esse, seja em São Paulo, interior, outro estado.. não importa o local, o que devemos sempre preservar é a união dos antigomobilistas.



Observação: Na última publicação eu disse que a próxima seria a pesquisa número 100 do Blog. Eu estava errado :) me desculpem. Essa sim foi a número 99 e já escolhi o assunto da próxima. Espero que gostem.

Ford Abraço!


FORD MAVERICK NA HISTÓRIA
A História do Maverick contada como você nunca viu! 

Estamos na rede TSU, venha ver!
tsu.co/MaverickNaHistoria

Curta a página e confira nosso conteúdo exclusivo para o Facebook:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube:
www.youtube.com/user/mvk8/videos


E-mail para contato:
juninho8fonseca@gmail.com

Obrigado pela visita!

No Facebook


Conheça os Relocímetros, uma linha de relógios especiais para quem curte carros. De parede, de pulso e de mesa. Acesse www.autosbizus.com.br .