terça-feira, 20 de janeiro de 2015

1970 - A Afirmação do Maverick no mercado

Já confirmado como um sucesso, o Maverick avança em seu segundo ano de produção, mas a concorrência vem forte. Cada montadora está estudando o lançamento de seus carros compactos. Vejamos como o Maverick se comporta em meio a tudo isso.


Correio da Manhã 1.1.70
Se o a Ford "dominou as vendas com o Maverick" nos Estados Unidos, não terá problemas em resolver qualquer situação que aparecer no Brasil.




Folha de S. Paulo 1.1.70
O Brasil está entrando cada vez mais no contexto dessa história e a Ford demonstrava toda a sua visão global.
Todas as notícias confirmando a hegemonia do Maverick nas vendas.


Correio da Manhã 23.3.70

Chega a concorrência.
GM, Crysler, AMC e a própria Ford com o projeto do Pony, vinham na mesma onda dos carros compactos para combater os importados e consequentemente, brigar entre si e o Maverick.

O que a Ford estaria pensando quando lançou o Maverick se logo depois já estava com um carro menor ainda pronto? O Maverick foi em vão? O novo carro da Ford substituirá o Maverick?

Acredito que o Maverick tenha tomado o lugar do Falcon e o novo Ford entraria realmente na classe dos compactos. Em breve teremos a resposta correta.



Quatro Rodas 3.70

As vezes dá mesmo pra entender que esse novo Ford era concorrente mais que direto do Maverick, mas não acredito nisso. Interessante a troca de nomes que ocorreu: Phoenix, Maverick Special e Pony.
Nós sabemos que a Ford não fez nenhum carro com o nome de Pony, esse projeto só poderia ser do Ford Pinto. Cá entre nós, Pony é um nome muito melhor....


Quatro Rodas 4.70
Isso aqui é muito interessante. A Quatro Rodas tem uma lista extensa com os carros importados separados por preço. Recortei somente a parte do Maverick, mas é bem legal.
As pessoas exportaram sim e já tinha Maverick rodando no Brasil antes de 1973.

Diário de Notícias 19.4.70

O jornal fala da lista completa dos carros dos sonhos, mas só me interesso pelo Maverick.
O Maverick Runabout é um dos carros que não foram fabricados em série, mas que foram feitos sim e ainda hoje temos imagens para confirmar. Vejam:

 Ao fundo dá pra ver a lanterna do Maverick "normal".


Na lateral nós vemos o nome MAVERICK e a descrição do jornal é realmente deste carro.
Legal, feio, estranho, lindo... fica a seu critério, mas o fato é que o Maverick serviu de inspiração para a Ford imaginar outros carros, outras possibilidades.


Folha de S. Paulo 21.4.70
Opa!!! Confirmação que o Maverick estava sendo fabricado no México.
Eu não tenho a mesma sorte de encontrar informações sobre o Maverick direto do Canadá ou do México, está difícil, mas logo elas vão aparecer e nos explicar muita coisa.

Correio da Manhã 30.7.70
Aqui nós vemos um pouco da história de Henry Ford II. O destaque é pra os carros que ele apoiou e que foram sucesso absoluto: Maverick e Mustang.
Ele era o Cara!

Quatro Rodas 9.70
Quatro Rodas 9.70
Era hora que falar dos modelos para 1971 e o Maverick trazia muitas novidades.

"Carros-pony" Não os considero como os Pony cars que falamos hoje em dia.
A revista diz que foram feitos baseados no Maverick. O modelo Grabber é uma novidade para 71, assim como a versão de 4 portas. O Grabber traria o motor V8 para o Maverick. Com essa combinação, o Maverick estaria dando um passo a mais para a liberdade, talvez sendo ele mesmo e deixando a preocupação dos carros estrangeiros só para o novo Ford que está por vir. Entende o que eu quero dizer?


Folha de S. Paulo 14.10.70
Eu sou apaixonado por esses resumos.
Viram, o nome real do novo Ford é Pinto.
Não entendi.. em 1974? Com certeza é um erro, o correto é 1971.

Talvez a minha suposição esteja correta mesmo. O Pinto estará encarregado da classe dos compactos enquanto o Maverick fica na transição entre compacto e médio.

O Estado de S. Paulo 3.11.70
Você sabia? Em 1970 já tinha peça de Maverick sendo feita no Brasil! Legal!
Olha só, a GM que fabricou partes do Galaxie, Dart e Fusca. Muto interessante.

Se peças de carros de outros países eram feitas por aqui, havia sim a chance de um desses carros serem fabricados aqui.

O Estado de S. Paulo 19.11.70
"O carro, esse monstro amado" - Texto muito interessante. Cada um define o que o carro significa em sua vida.

Era final de 70 e o jornal já falava sobre o salão do automóvel do final de 1972. O que nos interessa aí é o Projeto MH que poderia ser 5 carros diferentes, mas que já (?) está escolhido, embora o jornal não diga exatamente qual é.
A gente já sabe né? rsrsrs

Diário do Paraná 27.12.70

O que promete 1971.
Seria a apresentação do Ford Pinto, a linha Grabber e a versão de 4 portas para o Maverick. Também nasce o Mercury Comet, primo do Maverick, na verdade é o Maverick da divisão Lincon-Mercury da Ford.
As coisas são assim, conforme são lançados novos produtos no mercado, eles acabam concorrendo entre si, então o Maverick não competia apenas com os importados ou com os carros da GM e AMC, mas devia se preocupar também com os próprios lançamentos da Ford.

O jornal confirma que o Maverick já atingiu a marca de 500 mil unidades vendidas nesse 1 ano e meio que se passou desde seu lançamento. Impressionante!
Não dá pra comparar com a quantidade que foi vendida no Brasil. A situação econonica, o número de habitantes, a estrutura dos países são muito, muito muito diferentes.

Estou ansioso para ver o que aconteceu em 1971. E você?



FORD MAVERICK NA HISTÓRIA
A História do Maverick contada como você nunca viu!

E-mail para contato:
juninho8fonseca@gmail.com

Curta a página e confira nosso conteúdo exclusivo para o Facebook:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube:
www.youtube.com/user/mvk8/videos


Obrigado pela visita!

No Facebook


Conheça os Relocímetros, uma linha de relógios especiais para quem curte carros. De parede, de pulso e de mesa. Acesse www.autosbizus.com.br .