sábado, 20 de junho de 2015

1976 - X Salão do Automóvel

De dois em dois anos acontece o Salão do Automóvel em São Paulo. O Maverick foi apresentado na 8ª edição em 1972 , participou do 9º Salão em 1974 e agora veremos como foi o Salão número 10, mas antes seria bom relembrar como foi o ano de 1976.  

Vamos lá


Jornal do Brasil 8.9.76


Com três meses de antecedência, o Jornal do Brasil já anunciava as atrações do 10º Salão do Automóvel. A Ford vinha mais modesta nesse ano, com modificações apenas no Maverick. Que modificações eram essas?



Quatro Rodas 11.76
Aí estão as novidades: Modelo LDO e GT4.

Quatro Rodas 11.76
O Super Luxo estava em evidência, mas o modelo LDO que era mesmo a novidade. Eu acredito que são poucos os Super Luxo na fase II (1977-1979)

Quatro Rodas 11.76
Esse sim. A solução da Ford para ser econômico sem perder o apelo esportivo. Claro, não dá pra comparar com o V8, mas as circunstancias pediam essa motorização.



Folha de S. Paulo 16.11.76
Isso é interessante. A Moda Maverick era o lançamento de várias cores para o acabamento interno. Não querendo adiantar o assunto, mas foram adotadas as cores marrom e azul para o interior.


Jornal doo Brasil 19.11.76
"Menos luxo e mais bom senso"
Não dava pra esperar mais investimentos, mais detalhes, mais itens de série naquele momento de crise. Pelo menos o Maverick apresentava duas novidades.

O Estado de S. Paulo 19.11.76
Essa reportagem esclarece muitas coisas.
Por ser novidade e por não ter muitos lançamentos, o Fiat 147 acabou tornando-se a maior atração desse Salão. O fato de não haver muitos novos carros quase fez com que o Salão do Automóvel não fosse realizado, pois também as montadoras estava preparando modificações para a segurança dos carros.
Achei interessante a nova lei para que o extintor de incêndio ficasse ao alcance do motorista ou passageiro. Você já notou que no Maverick até 76, o extintor fica no porta malas. Caso seja necessário usar... imagina a tragédia. Bom, seguindo essa lei em 77 os extintores passaram a ficar praticamente no pé do passageiro dianteiro do carro. Uma posição bem favorável e apropriada.

Vou transcrever o que o jornal diz sobre o Maverick:

"surge para 77 com grade frontal redesenhada, opção de interiores monocromáticos, versões LDO para modelos de duas e quatro portas. O Maverick GT traz nova tampa do capô com tomadas de ar, que conferem estilo mais atual e agressivo. Novos bancos, que proporcionam mais espaço na parte de trás e melhoramentos na suspensão traseira que recebeu molas de curso mais longo, oferecem mais conforto aos passageiros. E no aspecto segurança, toda linha traz os itens do Contran".

Sim, o Maverick recebeu uma luz FREIO no painel para cumprir a lei do Contran.

Essas foram as principais alterações nos modelos Maverick para 1977, quando deu-se início a chamada "Fase II" do carro. Ainda tem as lanternas que ficaram maiores.... eu vou fazer uma lista completa mais pra frente.



Jornal do Brasil 21.11.76
Sobre as inovações nós já vimos, mas essa é a primeira foto do novo Maverick GT. A foto é ruim para se analisar, mas podemos notar as entradas de ar no capo, a ausência das travas do capo e a ausência também dos protetores do parachoque, um item curioso...
Particularmente, acho o Fase II muito mais bonito. Essa cara mais limpa e agressiva da uma ótima impressão.


O Estado de S. Paulo 21.11.76
Muito se falou do Maverick GT 4 cilindros, mas o GT com motor V8 continuava em produção, como podemos ver a foto dele acima. Nessa foto notamos a mudança das faixas decorativas e a grade dianteira sem emblema.


O Estado de S. Paulo 21.11.76
Mais sobre o Salão e a situação do país frente a crise. As montadoras trabalhavam e ofereciam seus produtos baseado nisso, por isso que eram poucas as novidades e sem muita animação também.
Mistura de álcool na gasolina, carros completamente a álcool....

Preciso transcrever o final do texto:

"Afinal, este X Salão do Automóvel surge como uma espécie de divisor de águas para a industria nacional. Não se pode afirmar que ele represente o fim de uma época, é claro. Mas sem dúvida, marca o início de uma nova era, em que melhores atenções e maiores verbas serão destinadas por todas as fábricas aos aspectos economia, segurança e controle da poluição"

Isso é bom? É ótimo! Contudo, fica claro que nada disso combina com os carros da época, principalmente o nosso Maverick V8..... As coisas estavam mudando, se modernizando e a industria teria realmente que mudar sua linha de produtos.


O Estado de S. Paulo 21.11.76
Aqui temos mais detalhes do LDO. Embora as fotos tenham ficado queimadas no jornal, vemos a descrição delas:

"Versão LDO ostentando novas calotas, friso lateral e teto de vinil do tipo três quartos. Seu novo interior está bem luxuoso, com novos bancos em veludo e de encosto reclinável. Para toda a linha, que dispõe ainda de interiores monocromáticos, nova grade com retângulos verticais."

Toda linha conta com interiores monocromáticos.... Legal, não é somente para o LDO.


O Estado de S. Paulo 21.11.76
Aqui não fala do Maverick, mas devemos ficar de olho em seus concorrentes


O Estado de S. Paulo 28.11.76
E então mais uma série de detalhamento da nova linha Maverick para 77. São informações valiosas para quem quer manter a originalidade do seu carro.

A partir do término do X Salão do Automóvel, a Ford já fazia propaganda da sua nova linha.

O Estado de S. Paulo 2.12.76

E com poucas novidades, muita preocupação com economia e segurança, o X Salão do Automóvel se despedia cumprindo também sua missão de apresentar o novo Maverick.

O próximo salão é em 1978. Chegaremos lá.




FORD MAVERICK NA HISTÓRIA
A História do Maverick contada como você nunca viu!

E-mail para contato:
juninho8fonseca@gmail.com

Curta a página e confira nosso conteúdo exclusivo para o Facebook:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube:
www.youtube.com/user/mvk8/videos

Obrigado pela visita!

No Facebook


Conheça os Relocímetros, uma linha de relógios especiais para quem curte carros. De parede, de pulso e de mesa. Acesse www.autosbizus.com.br .