sábado, 4 de maio de 2013

1969 - Nasce uma Lenda - Ford Maverick

Atualizado - 15/01/2015

Foi no ano de 1969 que nosso amado Maverick surgiu. Lançado na América do Norte com a missão de combater os carros europeus, especialmente o fusca, tornou-se um sucesso. Vamos deixar que a história se conte e que os jornais nos mostrem o que e como aconteceu de verdade.



Jornal do Brasil 1.1.69
Nada como logo no primeiro dia do ano ter uma promessa como a que o jornal nos mostra. São os preparativos para o lançamento do Maverick.
O projeto desse carro recebeu o nome de DELTA e agora o nome Maverick é o favorito. Tinha até a possibilidade do Maverick não ser um Maverick, mas sim fazer parte da linha Falcon.
Que curioso!




Jornal do Brasil 12.1.69
Esse era o cenário que a América do Norte vivia. Os carros europeus estavam realmente invadindo o mercado e alguma providencia deveria ser tomada. Quem tomou essa atitude? A Ford, é claro, com a criação do seu "ultracompacto" (kkkkkk) Maverick.

Jornal do Brasil 11.2.69
Se nos Estados Unidos o Maverick brigaria com o Fusca, no Brasil o rival do Fusquinha seria o Corcel.
Palavras do Presidente da Ford: "O Maverick não concorrerá com os japoneses ou europeus, porque está numa faixa diferente de concepção."
Será? Vamos aguardar.
Henry Ford II faria uma visita geral às instalações da Ford no Brasil. Estaria ele já com o pensamento de trazer o Maverick para cá?


Folha de S. Paulo 12.2.69
A Ford tem um nome a cuidar. Se o Fusca continuar vendendo tanto, pode tirar o recorde de vendas que pertence ao Modelo T. A arma da Ford para combater isso? O Maverick!

Jornal do Brasil 19.3.69
A Ford saiu na frente com o Maverick. Falta pouco para o lançamento.
O novo carro da Ford tornou-se o modelo para as outras montadoras.


Veja 2.4.69


Chegou a hora dos menores.
Devemos agradecer ao Sr. Iacocca por tomar a decisão de colocar o "Delta" na linha de produção.
fica evidente que o Maverick teve um projeto próprio e não foi uma derivação de outro carro, como no caso da concorrência e mesmo cortando gastos, o Maverick ficou ótimo.
A matéria mostra a origem do nome, que tem várias definições, mas que realmente tem uma história muito interessante. Sr. Samuel Augustus Maverick, herói da guerra da independência do Texas foi homenageado mesmo 122 anos após o fato citado.
Detroit estava à toda e os brasileiros nem imaginavam onde esse carro irreverente iria parar...


Jornal do Brasil 3.4.69
No princípio, os europeus assustaram, mas agora a Ford estava preparada.
O Maverick tem uma missão muito grande e importante, ele é tratado como um carro americano contra os estrangeiros. O Maverick é os Estados Unidos nessa briga. A Ford estava esperançosa quanto as vendas.
E as outras montadoras ficaram para trás....

Folha de S. Paulo 7.4.69
Agora vem a resposta dos europeus e japoneses, disseram que eles venderiam muito mais nesse ano.

"O Maverick, da Ford, representa a grande esperança norte-americana na concorrência com os carros pequenos importados, principalmente o Volkswagen." (Fusca).

Esse Stuart Perkins era folgado heim, falou um monte do Maverick.
A verdade é que os europeus e japoneses eram experts em carros médios/pequenos e os americanos estavam começando agora. Independente da qualidade dos carros que serão lançados, vai depender do consumidor para sabermos qual carro terá mais vendas. 


Folha de S. Paulo 9.4.69
Palmas, mais palmas para essa notícia!
Bem resumido e explicado. Está tudo aí.
Olha só, o Maverick foi um marco na história do automóvel, pois fez Detroit começar a produzir carros menores/populares.
Esse recorte de jornal é um dos mais valiosos que encontrei até agora.

Amo esse carro, amo pesquisar. Vamos esperar a edição da Folha Ilustrada.


Jornal do Brasil 9.4.69
Ainda continuarão com os grandes, exatamente porque somente a Ford teve visão e estratégia de entrar nesse mercado.

Então podemos tirar de mais importante:
O Maverick foi apresentado no dia 31 de março de 1969, já com o modelo 1970.

Todas as montadoras prepararam modificações para seus carros, mas a atração principal ainda era o Maverick.


Diário do Paraná 13.4.69

Veloz e econômico.
Olha, até 10 quilômetros por litro! Só escreveram Maverick errado, mas a gente entende...
O "terceiro carro da família". Não sei se fico impressionado com o poder aquisitivo do país ou chateado do Maverick estar na categoria de terceiro carro. Claro que tem a ver com o porte do carro e não qualidade.

Fato importante: o jornal diz que o a data de lançamento do Maverick, 17/04/1969 era propositalmente escolhida em comemoração dos 5 anos de lançamento do Mustang que foi até então o segundo maior sucesso de vendas, ficando somente atrás do Modelo T. Será que o Maverick fará mais sucesso?

Lee Iacocca foi responsável tanto pelo Mustang quanto pelo Maverick. Sentiu o pedigree do Maveco?

Mesmo sendo um carro novo, com projeto próprio, o Maverick tinha a suspensão já testada em outros carros da Ford, confirmando sua resistência e simplicidade. Explicado também o segredo da economia do motor. Esse era um motor 6 cilindros mágico, pois economia de combustível era muito importante para a classe de carros que o Maverick se encaixava.
Além do pouco gasto com combustível, o Maverick tem um baixo custo de manutenção devido a sua simples composição e grande resistência.

Em comparação com o Ford Falcon, o Maverick tem 35 itens de acabamento que o Falcon nunca teve.
O Maverick tinha 3 modelos e muitos opcionais para escolher.

No final, vemos novamente a explicação, a real definição do nome MAVERICK.
Mesmo o emblema do carro tendo os chifres de um touro, acredito que isso não significa que o Maverick "seja" um touro, assim como o Mustang "é" um cavalo. Do meu ponto de vista, esses chifres remetem a lembrança do significado e origem do nome Maverick.

Essa matéria foi completa, um registro muito importante.


Folha de S. Paulo 14.4.69

Folha de S. Paulo 14.4.69
Aí está a matéria prometida pela Folha!
Esse jornal deve ser guardado pra sempre!
E a ficha técnica? Perfeito!

Vamos pensar um pouco:
Perceberam que em momento algum falou-se do Maverick vir para o Brasil? Notou quantas notícias sobre ele saiu em nossos jornais? Porque tudo isso aqui se nós "nem veríamos" esse carro de perto? É claro que trata-se de um assunto importante, é a rendição americana aos carros pequenos, mas essa quantidade de noticias para um outro país é tão importante assim?

Importante ou não, necessária ou não, temos muita sorte de termos todos esse jornais contando a história do Maverick no hemisfério norte.
Estamos no mês de abril e olha quanta notícia já vimos! Quando falamos de Maverick, não podemos pensar somente em Brasil ou Estados Unidos. 1969 foi o ano de lançamento e essas matérias de jornal são as primeiras a nos revelar o Maverick.

Vamos continuar, vamos em frente!


Diário do Paraná 15.4.69
Olha aí uma foto do Maverick americano nas ruas antes de seu lançamento!
Capacidade para 4 pessoas? Exatamente.


Veja 23 de abril de 1969
23 de abril, a produção do Maverick já havia começado e Nova York foi seu palco principal para apresentação.Dá pra imaginar um evento com 600 carros, 500000 pessoas e um tal de Ford Maverick roubando a cena? Ele ainda foi apontado como "a primeira verdadeira ameaça para os importados".


Folha de S. Paulo 21.5.69
O Maverick seria "montado" em duas fábricas, uma nos EUA e outra no Canadá. No Brasil tem-se o costume de chamar o V8 302 de canadense, mas pode-se dizer que todos os Maverick da américa do norte são meio canadenses também. De qualquer forma é só um jeito de falar.


Veja 28 de maio de 1969

Começando a incomodar.
Nessa época não era definido como marketing e nem poderia ser, atacar o concorrente não é a melhor forma de promover seu produto.A Renault não economizou nos argumentos. Vocês conhecem esse Renault 10? Eu também não, mas meu amigo Google me mostrou, aí então entendi a raiva deles. Que carro horrível! Eu colocaria a foto dele aqui se ele não fosse tão feio.
O Maverick estava em meio ao ninho de cobras e só poderia confiar em si mesmo para se destacar e não deveria sentir-se ofendido ou intimidado com as provocações.

"Não é nada pessoal, são apenas negócios" - O Poderoso Chefão.


Jornal do Brasil 4.6.69
A introdução dessa reportagem explica exatamente o que penso a respeito da Ford. Eu nunca consegui explicar. Resumindo, a Ford tem prazer, amor em fabricar carros enquanto as outras montadoras, especialmente a GM, é apenas um fabricante voltado apenas para o comércio. Não vejo um sentimento entre a GM e seus produtos, é tudo baseado em números de vendas. É isso que me faz gostar tanto da Ford.

Aí então temos uma entrevista com Henry Ford II. Não consigo acreditar que aqui no Brasil tenha esse tipo de notícia. Isso é maravilhoso!

O próprio Ford fala sobre o Maverick, vou recortar só essa parte:

Perfeito! Henry Ford tem os pés no chão, sabe conduzir um a empresa desse porte.
Mesmo não tendo sido criado com o objetivo de atacar os carros estrangeiros, o Maverick recebeu essa responsabilidade e tem a confiança, é claro, da Ford.

Eduard Seidler fez uma pergunta muito boa: Há interesse de Washington no projeto do Maverick?

Se o Maverick estava representando a América no mercado automobilístico, essa pergunta veio muito a calhar. E a resposta é não. O governo não interfere na produção da Ford.

Depois Henry Ford II solta os cachorros para cima dos japoneses.
É uma situação que envolve a 2ª Guerra Mundial e o mercado de automóveis. Henry Ford II serviu na Marinha americana e deve ter muita raiva dos japoneses devido ao ataque a Pearl Harbor. Seja lá o real motivo, a briga seria boa, muita novidade estaria disponível aos consumidores.

O resto da entrevista é muito curioso, revela muito do conhecimento e previsões de Ford.

Folha de S. Paulo 8.6.69
"Quando teremos essa boa briga ente nós?"

Essa frase é perfeita. Por mais que se fale de invasão de estrangeiros, carros menores e tal, não se diz nada a respeito do Brasil também receber esse carros, mas a esperança é  a última que morre.


Jornal do Brasil 8.6.69
Resumo das vendas: Das montadoras americanas, somente a Ford teve bons resultados. Os estrangeiros continuam vendendo bem, até mais se comparado ao mesmo período do ano passado.

Jornal do Brasil 15.6.69
Depois do lançamento do Maverick, as vendas da Ford subiram 37%. Excelente!

Diário do Paraná 29.6.69
Matéria 2 em 1.
Gostaria de chamar atenção para o programa de doação de motores à escolas. Isso me fez lembrar do amigo Cuti que conta em seu blog, Meus Dodges, a façanha que fez ao adquirir de uma escola um motor 318 novo na caixa.
Acho que se hoje as montadoras oferecessem os motores, pouquíssimas pessoas iriam dar valor...

Jornal do Brasil 7.7.69
Em meio às variações da bolsa, um dos pontos positivos foi o Maverick, que, como já vimos, foi responsável pelo aumento de vendas que os carros americanos tiveram.

Jornal do Brasil 16.7.69
Essa sempre foi a visão da Ford: Global. Cada país tem uma necessidade para carros e deve ser atendida adequadamente. O Corcel fez um ótimo trabalho no Brasil.


Jornal do Brasil 11.8.69
Parece irreversível o cenário do mercado americano. As vendas dos estrangeiros não caem. O Maverick continua vendendo bem e a Ford está em melhores condições que suas rivais americanas.


Diário do Paraná 12.8.69
Um recall para problemas no freio do Maverick? Não é bem assim. O equipamento está em ordem, o problema foi no fluído de freio utilizado. Coisa simples, mas com freio nunca se brinca.


Folha de S. Paulo 13.8.69
Aí está! No terceiro MÊS de vida do Maverick, suas vendas atingiram 33.796 unidades! O melhor ANO de vendas do Maverick no Brasil, foi em 1974 quando vendeu 34.770 unidades. Impressionante. E tem gente que diz que o Maverick foi um fracasso de vendas nos EUA.


Folha de S. Paulo 15.8.69
Aí vemos novamente a notícia do fluído de freio com defeito que acabou sendo utilizado no Maverick.


Diário do Paraná 17.8.69
Henry Ford desenvolveu a linha de produção e a Ford continuava trabalhando para que seus carros ficassem prontos em menos tempo e com mais qualidade. Essa novidade já estava no Brasil e facilitou bastante na concepção do Maverick.

Folha de S. Paulo 3.9.69

Lynn Townsend é o Homem da Crysler e como o assunto é a guerra com os estrangeiros, ele não poderia deixar de falar do Maverick.
Curioso o ponto de vista que ele teve quando afirmou que o plano da Ford era que o Maverick combatesse seus concorrentes americanos e não propriamente o Fusca. faz sentido, mas na entrevista que Henry Ford II deu ao jornal, vimos que o Maverick não foi concebido com o pensamento no Fusca. De qualquer forma, o carro ficou tão bem feito, tão atraente que conquistou mais de uma faixa de mercado. Ponto para a Ford!

Folha de S. Paulo 6.9.69
Do maior para o menor.
O Maverick não apresentou modificações pois já saiu como modelo 70.

Folha de S. Paulo 13.9.69
Reafirmação do sucesso do Maverick.

Jornal do Brasil 18.9.69
O jornal errou aí, mas dá para entender. O preço do Maverick continua $1995,00, sendo o carro americano mais barato do mercado.

Jornal do Brasil 8.10.69
Como o mundo era outro! A tendência por carros menores era natural, seu principal motivo era o aumento do trafego urbano, logo, carros menores são mais práticos. Não havia crise do petróleo e as pessoas tinham até 3 carros na garagem. Esse era o cenário perfeito para qualquer carro, principalmente o Maverick com toda sua qualidade.


Diário do Paraná 9.10.69
O Maverick já vendeu mais que o Mustang se comparar os anos de lançamento dos dois!
É um fato valioso para a história do Maverick.

Jornal do Brasil 15.10.69
Opa, duas notícias em uma!

Primeiro, mais que importante deve ser registrado novamente a entrada da Ford nas competições no Brasil. Isso realmente é maravilhoso e hoje sabemos como foi importante.
A segunda notícia tem muito a ver com a primeira. Que interessante, de um lado Ford apoiando as corridas e do outro lado a foto do Maverick rsrsrs Os brasileiros nem imaginavam o que os aguardava. Essa outra notícia nós já vimos em outro jornal.


Que ano mais movimentado! Gostaria de exaltar o trabalho dos jornais da época que nos trouxeram informações sobre o nosso querido carro. Quanto material consegui juntar! O jornal impresso era o principal meio de informação da época, mesmo com limitações tecnológicas se comparado com os dias de hoje, eles sempre estavam em cima da notícia. Parabéns aos jornais, aos repórteres, fotógrafos, todos os envolvidos nesse trabalho magnífico. Conforme pesquiso, mas sinto apreço pela profissão de Jornalista.

O projeto Delta já evoluiu, agora o Maverick é um carro bem sucedido e 1970 promete ser mais um bom ano.
Podemos destacar vários pontos:

 - O Maverick foi o primeiro carro americano na classe dos médios/pequenos.
 - O Maverick teve a missão de combater os estrangeiros, mas acabou tirando as vendas de modelos americanos.
 - O Maverick foi base de inspiração para as outras montadoras americanas desenvolverem seus carros médios/pequenos.
 - O Maverick bateu o recorde de vendas do Mustang em seu primeiro ano de vendas.
 - O Maverick com certeza foi o carro americano mais importante lançado em 1969, pois marcou a entrada de Detroit no segmento dos carros médios/pequenos.

 
Essa tornou-se uma das minhas pesquisas favoritas, acrescentou muito mais respeito a incrível história do Maverick. Espero encontrar mais informações para colocar aqui.




FORD MAVERICK NA HISTÓRIA
A História do Maverick contada como você nunca viu!

E-mail para contato:
juninho8fonseca@gmail.com

Curta a página e confira nosso conteúdo exclusivo para o Facebook:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube:
www.youtube.com/user/mvk8/videos


Obrigado pela visita!

No Facebook


Conheça os Relocímetros, uma linha de relógios especiais para quem curte carros. De parede, de pulso e de mesa. Acesse www.autosbizus.com.br .