sexta-feira, 3 de maio de 2013

1974 - Teste de economia

A frase: "Maverick bebe muito" já está sendo mais falada que "por favor" e "obrigado". Quantas vezes já não ouvimos isso com um sentimento de querer dar uma surra no desinformado? O pior de tudo é que a pessoa que diz isso não faz nem ideia quanto é gastar muito. Bom, o que a história nos mostra?

Na década de 1970, descobriu-se que o petróleo é um recurso natural não renovável. Tal descoberta fez o preço do produto se alterar, fazendo-o triplicar no final de 1977. Os países membros da OPEP supervalorizaram o preço do petróleo como via de protesto ao apoio que os Estados Unidos davam a Israel durante a Guerra do Yom Kippur. Em apenas cinco meses, entre outubro de 1973 e março de 1974, o preço do petróleo aumentou 400%, causando reflexos poderosos nos Estados Unidos e na Europa e desestabilizando a economia por todo o mundo. É justamente este momento que coincide com o fim do milagre econômico ocorrido na ditadura militar no Brasil.



O ano é 1974, o Maverick contava com o motor de 6 e 8 cilindros, 2 e 4 portas. Com a crise aumentando a Ford tinha a missão de provar que seu carro não era um beberrão como diziam. Até o momento o 6 cilindros era mais utilizado, porém é de um projeto mais antigo e teve que ser todo retrabalhado para equipar o Maverick.

Minha opinião: Todos apontam o problema para o consumo dos carros, porém a única mudança que ocorreu foi o preço do combustível, o carro continua consumindo o mesmo tanto, não concordam? Deveriam reclamar da alta preço do combustível e não jogar a culpa nos carros.

De qualquer forma, a Ford arregaçou as mangas:

Folha de S. Paulo 18.6.74


Placar final: Maverick 10 X Fusca 0,5

Folha de S. Paulo 23.6.74


Refere-se ao anúncio acima.

A Ford trazia para o Brasil a inimizade entre Maverick e Fusca assim como era nos Estados Unidos.
Eu gosto do Fusca e acredito que todo brasileiro tenha muito carinho por ele. Aprendi a dirigir aos 11 anos num Fusca 86 que meu pai tinha e por isso o Fusca sempre vai ter um espaço no meu coração, acontece que essa comparação da propaganda é um absurdo, o Maverick é totalmente superior ao Fusca e na verdade, nem deveriam ser comparados, mas essas polêmicas devem sempre existir.

Estava dado início ao Teste de Economia do Maverick.

Diário de Pernambuco 7.7.74


O Cruzeiro 17.7.74
É isso! Uma competição para os motoristas e um teste para o Maverick


Diário do Paraná 18.7.74
Resumo do teste feito em Curitiba



Folha de S. Paulo 19.7.74
Até então o Maverick 6 cilindros fez 9,940km/l e pra ser mais abrangente e transparente, os testes continuariam em várias cidades pelo país.


Diário do Paraná 21.7.74
Os pilotos dos testes eram jornalistas da imprensa especializada e em Curitiba o recorde foi de 10,670km/l.
Impressionado?
Esse jornal explica direitinho o teste. Vale destacar aqui as regras:

Só Maverick 6 cilindros - 2 ou 4 portas;
Só motor sem preparação;
Dois carros disponíveis para sorteio para depois ser usado somente um deles;
Velocidade mínima de 40km/h;
Percurso previamente escolhido e
Se empatar, há uma nova prova.

Justo e transparente.


Diário do Paraná 21.7.74
Na foto podemos ver o equipamento para a realização do teste.

Olha o comercial:




O Jornal 24.7.74

Folha de S. Paulo 24.7.74


"O concurso tem como objetivo mostrar que depende do motorista o consumo de gasolina e que mesmo um carro grande pode ser econômico se for dirigido corretamente."

Sim, depende do motorista mesmo. A forma como se dirige resulta em economia ou gasto, em boa direção ou acidente. Tudo depende do motorista, não da pra culpar o carro.

E o recorde vai aumentando! Agora a marca foi de 11,215km/l.

Vemos os motivos para que a Ford realizasse esse teste. A gasolina dobrou de preço em apenas 7 meses e antes do povo abandonar os carros grandes, a Ford pôs seu recém lançado carro pra provar que ele não tinha culpa disso.


Diário do Paraná 28.7.74

Qual carro na faixa de 3000 cilindradas hoje é econômico? Quanto por litro faz um carro hoje em dia? 11,215km/l num Maverick 6 cilindros está bom? Você aí ainda acha que o Maverick bebe muito?

O Cruzeiro 31.7.74
Um guia com as datas!



Diário de Pernambuco 2.8.74
Você que chama o Maverick de beberrão, sabe dirigir economicamente?


Folha de S. Paulo 2.8.74

Você precisa ser econômico!

Diário de Pernambuco 3.8.74

Diário de Pernambuco 4.8.74

Diário de Pernambuco 5.8.74

Diário de Pernambuco 6.8.74

Recife parou para testar o Maverick.



O Cruzeiro 7.8.74


Folha de S. Paulo 14.8.74
Teve testes em tantas cidades que eu já ate me perdi...

Jornal de Caxias 17.8.74
Mais detalhes do equipamento pra fora do Maverick: Uma bureta, que consiste num reservatório de vidro com capacidade para 1 litro de gasolina, intercalado entre o tanque e o carburador do carro.




Diário do Paraná 18.8.74
Interessante falar sobre o GLP. Nos anos 80 o meu pai teve um Landau com GLP, mas em 80 era "normal". Logo em 74 ja tinha gente adaptando os veículos para rodar com um custo menor, só que era proibido usar o GLP nos carros.



Folha de S. Paulo 21.8.74
Mais testes...


Folha de S. Paulo 28.8.74
E a grande final!
Aldo Pacheco foi o campeão do teste após atingir a marca de 11,570km/l! O prêmio? Um Maverick Super Luxo.

A Ford sempre foi pioneira e o Maverick estava lá para cumprir seu papel na história.

Diário de Pernambuco 1.9.74
Aldo Pacheco! Esse jornal é muito importante. Aldo ainda não havia recebido seu prêmio e diz que a Ford estava preparando uma grande campanha publicitária com a participação dele. Nós já vimos algumas propagandas dessas. Isso sugere que os acontecimentos não saíram no jornal no mesmo dia ou pelo menos no dia seguinte ao ocorrido, mas temos a aí a confirmação do próprio Aldo Pacheco sobre os fatos.

O Cruzeiro 4.9.74
A revista diz que muitos proprietários de Maverick 6 cilindros não acreditam como é possível alcançar essas marcas de economia.
Eu não sei o quanto eles se esforçaram para fazer média com seus Maverick, mas não acredito que tenham praticado tanto.


Jornal de Caxias 7.9.74
Walter Boor ficou em segundo lugar e levou uma TV a cores.



Folha de S. Paulo 13.9.74

Após provar que seu carro não é um alcoólatra, a Ford passava a responsabilidade para os motoristas.
Aldo Pacheco provou que o Maverick é econômico.


Diário de Pernambuco 29.10.74
Agora sim!
Aldo Pacheco recebendo o seu merecido prêmio, um Ford Maverick Super Luxo!


Folha de S. Paulo 6.11.74
Agora eu não entendi muito bem. O teste havia terminado? Sim, os prêmios já tinham sido entregues, mas aí vem o Nelson Rodrigues e faz 12,2km/l!?
Independente disso, vale aqui que o Maverick fez 12km/l, praticamente o mesmo que um carro popular faz hoje em dia.

Desde 2007 eu pesquiso e aprendo com o Maverick, esse carro lutou contra tudo e contra todos do início ao fim de sua carreira...O que? Fim? Mês que vem, o Maverick fará 40 anos e nunca esteve tão bem! Então faça como o Maverick, economize gasolina.


MAVERICK NA HISTÓRIA
A História do Maverick contada como você nunca viu! 

Curta a página e confira nosso conteúdo exclusivo para o Facebook:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube:
www.youtube.com/user/mvk8/videos


E-mail para contato:
juninho8fonseca@gmail.com

Obrigado pela visita!

No Facebook


Conheça os Relocímetros, uma linha de relógios especiais para quem curte carros. De parede, de pulso e de mesa. Acesse www.autosbizus.com.br .